Portal do Vale das Videiras
O charme de Petrópolis, o clima de Miguel Pereira, e a simplicidade de
Paty de Alferes - tudo em um único lugar: o Vale das Videiras.
Pasárgada e Videiras

Esse nome de Pasárgada, que significa “campo dos persas”, suscitou na imaginação do poeta Manuel Bandeira “uma paisagem fabulosa, um país de delícias”. Então, “num momento de fundo desânimo” a única solução que se lhe apresentou foi largar tudo e mergulhar en seu paraíso imaginário.

Em minha juventude, nos bancos escolares, sempre que em meu caminho apareciam pedras imprevistas e pesadas, o poema de Manuel Bandeira indicava-me o lugar mágico onde tudo tinha uma solução prática, bela e romântica: ir para Pasárgada era a panacéia para todos os males.

Adulto, trabalhei durante toda a vida na construção de um único Templo, mas, exatamente na hora de entregar as minhas ferramentas para os mais jovens, não os encontrei. Vendilhões e invasores haviam se unido para saquear tudo.

Vivi, então, o meu momento de mais profundo desânimo. Para minha sorte e satisfação, na busca da minha Pasárgada, ao invés de um lugar mágico e de sonho, encontrei um destino real, concreto, viável. E, naquele ano de 1996, inspirei-me em Manoel Bandeira para contar porque decidi vir para Videiras. Aqui é o meu lugar.

Gaspar Vianna

Vale das Videiras © - Todos os direitos reservados.